Entrar Cadastre-se
Esqueceu sua senha?
Meu carrinho
Meu carrinho

Empreendedorismo feminino: as mulheres à frente dos desafios

A motivação e os desafios das mulheres no mercado vêm rompendo barreiras tão rapidamente, que um mundo dos negócios, hoje, sem elas é algo totalmente dispensável.

Empreendedorismo feminino: as mulheres à frente dos desafios

Desde a constituição de 88, a qual garantiu igualdade legal para ambos os gêneros, tem se aprendido muito com a força que empresárias têm tido no comércio. O crescimento, desde então, é exponencial no Brasil. Só em 2018, mais de 50% de todos os negócios gerados eram de mulheres, segundo relatório do GEM (Global Entrepreneurship Monitor).
Aqui, pontuaremos o cenário, desafios e inspirações para a leitura de empresárias que queiram se situar.

Cenário do empreendimento feminino no Brasil

Com a idealização do REM (Rede Mulher Empreendedora) na FGV, o apoio às lideranças femininas ganhou muita força. Em 2017, foi criado o Instituto Rede Mulher Empreendedora para a capacitação de mulheres. Já em 2018, é a vez da Aceleradora Herd, no intuito de apoiar e desenvolver projetos. O empoderamento, assim, é prático. Só o REM possui mais de 57 mil empreendedoras cadastradas e tem agido em prol do avanço e igualdade.

O papel delas acaba por ser necessário, aliás, para a quebra do pensamento tradicional. Projetos que possuem cabeças de diferentes realidades pensando exalta uma maior originalidade. Um homem, por sua vez, não vive as dores de uma mulher na vida cotidiana. Uma visão unilateral acaba por não levantar conclusões reais de um determinado nicho de mercado. Pensando nisso, é possível ter uma realidade de equipes mais diversificadas, sendo a inclusão um ponto essencial até mesmo para avaliações profissionais mundo afora, como no Festival de Cannes.

As principais áreas de atuação, por sua vez, são mercados essenciais de varejo e serviços, sendo elas moda, beleza e alimentação, segundo pesquisa do SEBRAE.

O que se espera enfrentar como mulher nos negócios?

Os desafios mais apontados em pesquisas são consequência direta da entrada tardia no mercado. Esse cenário mostra uma presença majoritariamente masculina, ainda, entre os empresários. A falta de faces femininas em cargos de liderança, pois, alimenta o preconceito. Aliás, o motivo de muitas mulheres optarem pelo empreendimento são salários e comportamentos desiguais entre gêneros dentro de uma empresa. Ademais, a dupla jornada, falta de autoconfiança e medo de falhar são outros grandes desafios. Quando na existência de filhos em casa fica ainda mais difícil, visto que uma parcela considerável ainda tem consciência de que precisa administrar a vida doméstica e a criação da família.

Empreendedoras de sucessos

Buscar inspirações é essencial para alimentar o anseio por acertar. Aqui separamos duas mulheres brasileiras importantes no mercado nacional.

Camila Farani

A maior investidora anjo do Brasil e um dos tubarões do programa de tv Shark Tank. Começou a trabalhar aos 16 anos na empresa da família no ramo de alimentos e logo sugeriu a inclusão do chá gelado para os clientes. Se ela conseguisse aumentar o lucro em 30%, teria um percentual da empresa. Assim, aos 21 anos conseguiu findar sua primeira sociedade.

Desde então, é bicampeã como Melhor Investidora Anjo na Startup Awards, em 2016 e 2018. Também, é sócia-fundadora da G2 Capital (investimento em startups), Grupo Boxx (alimentação) e Innovaty (educação).

Luiza Helena Trajoro

Uma das mulheres mais poderosas do Brasil, segundo a revista Forbes. Tomou comando da Magazine Luiza em 1991, onde trabalhava desde seus 18 anos efetivamente, o que a levou a se formar em Direito e Administração de Empresas. Sua gestão foi a pioneira na presença digital da companhia.

Sinônimo de inovação, ainda foi convidada, em 2011, pela então presidente Dilma Rousseff a tomar posse na Secretaria da Micro e Pequena Empresa.

Mulheres tendem a começar um negócio com o intuito de fazer uma diferença no mundo, diz pesquisa do GEM.

E é assim que o empreendedorismo feminino faz diferença na sociedade. A Project Som preza pela diversidade no mercado e no volante.

Gostou do conteúdo? Em breve teremos mais conteúdos para você!